Machu Picchu

Machu Picchu

Chegamos em Aguas Calientes ( o vilarejo que da acesso a Machu Picchu ) na noite do dia anterior para aproveitar ao máximo.

Acordamos super cedo ( 5 da manhã ) e descemos para o cafe da manhã. A ideia era subir nas primeiras vans para pegar o por do sol em Macchu Picchu… o dia amanheceu nublado, mas mantivemos o cronograma.
O horário de abertura de Machu Picchu é as 6 da manhã, chegamos no ponto de ônibus perto das 6 e já tinha uma fila considerável. Em pouco mais de 15 minutos conseguimos embarcar.
Chegamos na entrada de Macchu Picchu as 6:40 ( como o dia estava nublado, o por do sol ficou para uma outra oportunidade… )
O tour guiado pelo complexo arqueológico estava marcado apra as 9:30 então resolvemos explorar tudo por conta própria. Como é a segunda vez que visitamos Macchu Picchu e já tinhamos uma noção, fomos primeiro para o melhor point para fotos antes que ficasse super-lotado de turistas.
dica1 – Para quem não conhece o acesso para o deck onde se tira a foto clássica de Machu Picchu ( foto acima ) fica logo na entrada do complexo, depois de passar a catraca de acesso seguindo uns 100m é um desvio a esquerda, é super estreito e discreto, pode subir sem medo que vai ser o primeiro a chegar lá. Normalmente no tour guiado você da a volta toda por Macchu Picchu e chega no final nesse ponto, ai já ta lotado de turistas. Assim você chega primeiro, tirar as fotos tranquilamente e pode fazer o tour pelo complexo no sentido inverso ( o que não interfere em nada na experiência de visitar a cidade perdida ).
Basicamente você pode caminhar por tudo ( onde não pode ir esta isolado por cordas ou tem um segurança ), então o melhor jeito de conhecer é sair caminhando e explorando tudo. O tour guiado leva você para os principais pontos, acho que deve cobrir cerca de 20% de toda a cidade deixando de fora muita coisa.

Machu Picchu é incrível

Nos passamos 7 horas dentro de Machu Picchu ( é possível sair para almoçar na lancheira que fica do lado de fora e voltar, lembrando que dentro do complexo arqueológico não tem nada pra vender, nem água. ) explorando todos as casas, descidas, becos, passagens e faltou tempo pra ver tudo.
dica2 –Dentro do complexo existem lhamas que vivem soltas e ficam circulando entre os turistas, seguindo uma dica levamos maçã para alimentar as lhamas, complementando a dica leve um canivete ou a maçã cortada porque as lhamas não conseguem morder a mação inteira. Diverão garantido não só para crianças como para adultos também!
lhama

Para quem não fez a trilha Inca, mas tem curiosidade de saber “mais ou menos” como ela é
dica3 – Pode voltar pela trilha Inca até INTI PUNKU ( é por onde o pessoal da trilha Inca passa para chega a Machu Picchu ), o acesso a ela é um pouco difícil de achar, mas tem placas sinalizando e no mapa mostra mais ou menos onde fica. caminhando por ela você tem ideia de como é a construção da trilha Inca que corta os andes. Chegando em Inti Punku também é possível ver Macchu Picchu de um angulo que não é possível de dentro do parque. Só lembrado que o percurso de ida e volta leva aproximadamente 1 hora e meia.
inti punku

Depois de passar mais de 7 horas dentro de Macchu Picchu retornamos para Aguas Calientes para pegar o trem de volta a Cusco.
No vilarejo de Aguas Calientes, tem uma mega feira de artesanato, pra pegar o trem de volta é obrigatório passar por dentro dessa feira, boa jodaga de marketing hehe. Existem algumas lancherias para matar a fome antes de embarcar.
peru rail

Descrever em palavras, explicar as historias, mostrar fotos não passar a real dimensão do quanto Machu Picchu é incrível , o único jeito de descobrir é indo lá, recomendo a todos!

 

 

Posted in [diário de bordo], cusco, machu picchu, peru and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

2 comments

  1. Olá, Atsu!
    Obrigada por lembrar de nós no seu post. A sua dica da faca já foi aproveitada por vários de nossos leitores. 😉
    Infelizmente não conseguimos fazer nenhuma das trilhas, mas numa próxima visita elas estão nos planos!
    Bons caminhos!
    []’s,

    Responder

  2. Parabéns pelo post,

    Em primeiro lugar queria agradecer a ATSU por compartilhar sua viagem conosco . Eu sou do Peru e pessoalmente diria que Machu Picchu é hoje em dia considerada uma das maravilhas do mundo e visitar este lugar mágico é sem dúvida uma das melhores experiências que um viajante pode ter.

    Obrigado,. Abraços.

    Responder

Post a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *